[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Ferrari acusada de fazer publicidade subliminar a tabaco



29 de Abril de 2010


Profissionais da área da saúde exigem uma investigação para esclarecer a alegada publicidade subliminal que a escuderia Ferrari poderia estar a utilizar nos seus carros e nos fatos dos pilotos para promover a marca de cigarros Marlboro, o que é considerada uma violação da lei europeia.

Segundo o jornal britânico The Times, médicos teriam chegado a pedir a intervenção governamental para investigar a equipa italiana nesta possível publicidade encoberta.

A Ferrari é acusada de utilizar as cores vermelho, branco e preto tanto nos seus carros como no macacão utilizado pelos seus pilotos, o brasileiro Felipe Massa e o espanhol Fernando Alonso.

O problema é que eles usam uma faixa branca horizontal na altura do peito para supostamente «lembrar» aos espectadores um maço de cigarros da Marlboro.

De acordo com o que estipula a legislação vigente europeia a este respeito, para as empresas de tabaco constitui um delito o acto de patrocinar eventos desportivos.
O jornal inglês lembra que um porta-voz da Comissão Europeia de Saúde Pública afirma que a abordagem adoptada a este respeito pela marca de cigarros constitui uma potencial prática de marketing subliminar.

Sem comentários: