[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 31 de maio de 2010

OE: Onze ministérios aumentam gastos em 2010

Despesa

Apesar da contenção orçamental, os gabinetes dos ministérios vão gastar este ano - de acordo com o Orçamento do Estado (OE) - mais 113 milhões de euros do que no último ano. Aliás, dos 15 ministérios, 11 aumentaram mesmo as despesas com gabinetes, onde se incluem os gastos de funcionamento. Dos restantes, apenas dois mantiveram os gastos (Saúde e Administração Interna) de 2009 e outros tantos diminuíram a despesa (Justiça e Agricultura).
O maior aumento foi do Ministério da Defesa Nacional, que neste capítulo tem sempre um valor mais elevado no OE, em virtude de contabilizar também os gastos dos serviços gerais. Em causa estão despesas no valor de mais de 111 milhões de euros (de 382 para 493).
Segue-se o Ministério da Economia, que aumentou os gastos com os gabinetes em mais de um milhão de euros (de 4,8 para 6). O Ministério da Presidência teve, igualmente, um aumento de cerca de um milhão de euros.
A maior redução neste tipo de despesa pertenceu ao Ministério da Justiça, que diminuiu os gastos em cerca de 700 mil euros. Já o abatimento do Ministério da Agricultura foi residual: 1500 euros.
Por outro lado, estas contas referem-se ao Orçamento do Estado, podendo ainda ser alteradas. Se os ministérios cumprirem as novas medidas que propõem, é provável que estes valores caiam significativamente. No entanto, nos últimos anos, a tendência tem sido inversa: os gastos são no final maiores do que o previsto no OE.

Sem comentários: