[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Turismo: Actividade em 2010 já só é comparável com melhor ano de sempre, mas 2011 poderá "ser difícil"

in "Diário de Aveiro" - 30.Nov.2010

O secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, enalteceu sábado a actividade do sector este ano, cujas receitas já só são comparáveis com o melhor ano de sempre, no entanto, alertou que "2011 poderá ser um ano difícil"

O turismo continua de facto a afirmar-se como protagonista na recuperação da economia portuguesa. Os resultados acumulados até Setembro nos indicadores turísticos, em particular nas receitas, registam um crescimento de mais 9,9 por cento”, revelou.
"O termo de referência já deixou de ser o ano de 2009, que foi um ano manifestamente mau, mas sim o ano de 2008, que os números demonstraram ter sido o melhor ano turístico de sempre. Neste momento atingimos já mais 44 milhões de euros de receitas, comparativamente com i- gual período de 2008", enalteceu Bernardo Trindade.
O secretário de Estado, que falou na abertura da cerimónia inaugural do XXXVI Congresso nacional da APAVT, no Centro de Congressos do Funchal, na Madeira, reforçou ainda que "o contributo do turismo para o bom desempenho das exportações nacionais comprovam esta realidade", já que se as exportações crescem 15 por cento, "muito devem ao turismo, a actividade económica que mais tem contribuído para a redução do nosso défice externo",
Para o governante esta realidade "é essencialmente resultado de um conjunto de políticas públicas em consonância com o esforço privado que qualificaram o país, o tomaram mais acessível e o colocaram no roteiro do turismo de qualidade na Europa e no Mundo",
O turismo tem-se assumido "como uma actividade líder na economia do nosso país", tanto "na criação de riqueza, como no investimento, na geração de emprego, na inovação, na tecnologia e na sustentabilidade", sublinhou o mesmo responsável.
Ainda assim, perante uma plateia de muitos intervenientes no sector, Bernardo Trindade não quis deixar de enviar um alerta: "O ano de 2011 poderá ser um ano difícil", onde "fortes condicionalismos surgirão em termos de procura interna, mas é perante as adversidades que mostramos capacidade de reacção".
O XXXVI Congresso nacional da APAVT termina amanhã e conta com quase 450 congressistas, sob o lema "Turismo: Liderança na recuperação",

Sem comentários: