[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Prestação da casa com maior subida em dois anos e meio


por: Catarina Melo  
31/01/14
Habitação

Os encargos aumentam perto de 1% para a maior parte das famílias que revêem o valor da prestação da sua casa em Fevereiro. 

Amaioria das famílias que revêem a taxa de juro do crédito à habitação em Fevereiro vão contar com um agravamento da prestação. Os empréstimos associados às Euribor a três e seis meses - que em Setembro de 2011 representavam mais de 90% dos contratos de crédito à habitação - sobem perto de 1%, o maior agravamento dos últimos dois anos e meio.

(...)

Preço da água aumenta menos com novo modelo tarifário, diz ministro


 
 
 
 
30.Janeiro.2014
 
 
 
 O ministro do Ambiente afirmou hoje que as tarifas de água e resíduos serão em média 20% mais baixos em termos agregados com o novo modelo do que seriam com o modelo tarifário antigo, em 2020.

Na conferência de imprensa onde apresentou a privatização da Empresa Geral do Fomento (EGF), Jorge Moreira da Silva aproveitou para afirmar que o novo modelo tarifário foi aprovado esta quarta-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Saneamento (ERSAR).

(...)

Novas Regras sobre Crédito Hipotecário na União Europeia




Os Ministros das Finanças da União Europeia (UE) aprovaram, dia 28 de janeiro de 2014, uma diretiva destinada a estabelecer os fundamentos de um mercado único de créditos hipotecários na UE, em benefício dos consumidores, credores e intermediários de crédito.

Pretende-se estabelecer um nível elevado de proteção para os consumidores, tentando evitar o despejo em caso de incumprimento de um contrato de crédito hipotecário, uma vez que o objetivo é acabar com os excessos ocorridos na concessão deste tipo de crédito, tendo presente que os mesmos estiveram na origem da crise do imobiliário em alguns países, como Espanha e Irlanda.

A diretiva exige agora aos bancos que se mostrem “razoavelmente tolerantes” relativamente aos casos de consumidores que apresentem dificuldades de pagamento e que façam todos os esforços no sentido de resolver a situação antes de dar início a um procedimento de despejo.

Estabelecimento de requisitos mínimos

As regras até aqui vigentes previam que quando um consumidor entra em incumprimento de pagamento da hipoteca, o imóvel fosse alienado pelo máximo preço possível e que o banco facilitasse o pagamento do valor remanescente em dívida, com o fim de evitar que os consumidores entrem em sobreendividamento durante longos períodos.

A diretiva vem também obrigar os bancos a avaliar a capacidade do consumidor para reembolsar o crédito, introduzindo, pela primeira vez, requisitos mínimos europeus. Se o resultado da avaliação de solvabilidade for negativo, a entidade deverá negar o crédito àquele consumidor.

Ao nível da informação aos consumidores, os bancos terão a obrigatoriedade de proceder à entrega de folhetos-modelo com informação sobre o crédito que lhes facilitará comparar ofertas e identificar a mais barata e que melhor se ajusta às suas necessidades.

Tais folhetos identificarão também os riscos associados à oferta do crédito, por exemplo, se se encontra contratada uma divisa estrangeira.

Produtos financeiros

A diretiva virá beneficiar os consumidores porque, desde logo, proíbe a ligação de outro produto financeiro ao crédito (produtos e serviços associados ao crédito à habitação), abrindo algumas exceções, tais como os seguros diretamente relacionados com o produto a contratar e os produtos de poupança.

A diretiva vem ainda reconhecer o direito dos consumidores a proceder ao reembolso do montante de crédito antes do vencimento contratado, deixando, neste particular, ao critério dos Estados-membros alguma margem para estabelecimento de uma “compensação justa” para o banco.

Os consumidores poderão contar com um prazo de sete dias correspondente a período de reflexão antes de ficarem vinculados ao contrato.

Os Estados-membros da UE terão dois anos para ajustar a sua legislação em conformidade com o novo texto da diretiva.

Em resumo, a Diretiva estabelece as regras seguintes:

- Insta os bancos a ter um comportamento “razoavelmente tolerante” para com os consumidores em dificuldades;

- Em caso de incumprimento, o banco procederá à venda do bem imóvel pelo melhor preço possível, viabilizando o pagamento do montante remanescente da dívida (caso resulte um diferencial em dívida após a venda), evitando o sobreendividamento do consumidor;

- Antes de conceder o crédito, o banco deverá realizar estudos de solvabilidade sobre a condição financeira do consumidor;

- O banco é obrigado a reconhecer o direito do consumidor a reembolsar o crédito ou parte dele antes do vencimento do mesmo.

In “Portal do Consumidor”

Cómo combatir la alergia a los frutos secos con más frutos secos

31/01/2014

Noticias

Médicos británicos dan a 85 niños alérgicos proteína de cacahuete en polvo para entrenar su sistema inmune y tolerarlo


En ocho meses un equipo de médicos británicos ha cambiado la vida de 85 niños con intolerancia a los cacahuetes, un tipo de alergia para la que no existen vacunas ni tratamientos preventivos, salvo evitar el contacto con estos frutos secos. Los especialistas del Hospital Addenbrooke (Cambridge, Reino Unido) «curaron» su alergia enseñando a su organismo a tolerar los cacahuetes.

En lugar de hacerlo con una vacuna, entrenaron el sistema inmune con un preparado en polvo a base de proteína de cacahuete. A los niños que participaron en el ensayo de entre 7 y 16 años, les daban dosis extremadamente pequeñas para acostumbrarles a tolerarlo poco a poco. Lo hacían en el hospital para contrarrestar reacciones peligrosas que podrían poner en riesgo su vida y la dosis se fue subiendo gradualmente. 
(...)

Plantillas, una solución eficaz para prevenir lesiones deportivas

31/01/2014

Noticias

Muchas lesiones podrían haberse evitado con su uso, pero siguen siendo las grandes olvidadas del equipamiento deportivo y, en general, del cuidado de la salud del pie

Muchos corredores populares, así como otro tipo de atletas, acuden cada día a la consulta del podólogo, principalmente aquejados de alguna dolencia o lesión, o bien, en menor medida, simplemente, para conocer su tipo de pisada, con el fin de poder escoger el calzado adecuado y reducir así el riesgo de posibles lesiones. Desafortunadamente, la mayoría de nuestros pacientes son deportistas que sufren una lesión y que acuden a la consulta del especialista en podología deportiva tras haber pasado por las manos de otros profesionales de la salud. Y, en buena parte de estos casos, el uso de unas plantillas podría haber evitado la lesión, pero ellas siguen siendo las grandes olvidadas del equipamiento deportivo y, en general, del cuidado de la salud del pie.

En pleno siglo XXI, y a pesar de los enormes avances en Medicina, el pie sigue siendo la asignatura pendiente de nuestro aparato locomotor. Es inconcebible, incluso alarmante, observar a niños y adultos caminar de un modo incorrecto, con alteraciones manifiestas en sus rodillas y pies, lo que en definitiva se traduce en comportamientos dinámicos poco fisiológicos. Un hecho que, sumado al uso de calzados incorrectos, provoca situaciones de fatiga, estrés y dolor, dependiendo del grado de alteración, edad y actividad.
(...)

Cómo ahorrar hasta un 75% en la factura de la luz

31/01/2014

Redes

Desconectar de la corriente electrodomésticos como la vitrocerámica y el horno cuando no se utilicen puede suponer una considerable reducción en el recibo energético

Consejos para ahorrar en la factura de la luz
abc
 
El coste de la energía eléctrica se ha disparado en España durante los últimos años. Por ello, expertos y asociaciones de consumidores lanzan con cierta frecuencia una serie de consejos para reducir la factura de la luz. De todos ellos, el más repetido es el de apagar completamente todos aquellos aparatos y electrodomésticos que, como los televisores, poseen la función de espera o «stand by».

(...

Saiba como economizar nas contas de água e luz

Dicas & Direitos

Informações úteis para o seu dia a dia
Consumo Sustentável


Idec mostra medidas que podem ser adotadas para diminuir as contas do final do mês e colaborar com o meio ambiente
Algumas medidas podem ser adotadas para influenciar positivamente no valor das contas ao final do mês. Uma das iniciativas mais adotadas - a utilização de lâmpadas fluorescentes – já contribui bastante para uma diminuição significativa no consumo. Entretanto, existem muitas outras maneiras de economizar energia e água e colaborar com o meio ambiente.

(...)

Reunião Membros da UE em Lisboa para discutir estratégias de combate ao álcool


por:  
31.Janeiro.2014

Responsáveis da União Europeia pelo álcool reuniram-se hoje em Lisboa para discutir medidas de combate aos efeitos nocivos do consumo, num encontro coordenado por Portugal, país com trabalho feito, que tem um contributo a dar, afirmou o ministro da Saúde.
 
País
Lusa 
Membros da UE em Lisboa para discutir estratégias de combate ao álcool
 
Trinta e duas entidades dos Estados membros da União Europeia estão hoje reunidas num centro de conferências em Lisboa, com o objetivo de adotar métodos de pesquisa comuns, para obter dados comparáveis e monitorizar a evolução dos efeitos nocivos do álcool, reduzindo-os a nível nacional e europeu.
(...)

Anatel lança portal com informações para o consumidor de serviços de telecom

Economia

Defesa do Consumidor

por: Mônica Tavares 

  • Site traz até comparação do desempenho das operadoras e qualidade das empresas por serviço, tipo de serviço, e recebe reclamações
BRASÍLIA - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lançou nesta sexta-feira o Portal do Consumidor. A superintendente de relações com os consumidores da Anatel, Elisa Vieira, ao apresentar a nova ferramenta, disse que o portal traz dados e rankings para que o consumidor possa comparar o desempenho das operadoras de telecomunicações. Inclusive relaciona as reclamações registradas no call center da Anatel e também a qualidade das empresas por serviço - telefonia fixa, telefonia móvel e TV por assinatura.
(...)

Anotar gastos do dia a dia ajuda a economizar dinheiro

Notícias

Fonte: R7
31/1/2014

 
Bom dia! Você sabe quais são os seus gastos? Quanto você pagou nas refeições fora de casa neste mês? E com o lazer? As preocupações financeiras tiram o sono de muitas pessoas neste início de ano de tantas contas, mas para acabar com o problema, basta ter disciplina.
Ao colocar as contas na ponta do lápis, a maioria se surpreende com os números. Para ter noção de como o seu salário some — ou de como poderia render mais — a primeira dica é: anotar todos os gastos, por mais banais que sejam.
(...)
_____
Nossas notícias são retiradas na íntegra dos sites de nossos parceiros. Por esse motivo, não podemos alterar o conteúdo das mesmas até em casos de erros de digitação.

Comissão Nacional de Protecção de Dados disponibiliza aplicação para proteger computadores de ataques informáticos




por: Agência Lusa
 
27.Jan.2014


 Tecnologia


O download vai ser gratuito e será actualizado permanente, sendo uma aplicação criada pelo Centro de Cibersegurança e Privacidade da Universidade do Porto



 A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) vai disponibilizar, em fevereiro, na sua página da internet uma aplicação informática que protege os computadores pessoais de ataques informáticos quando ligados a redes wi-fi públicas.
(...)

Oi migra linha de cliente Vivo sem ter autorização

Economia

Defesa do Consumidor
por: Andrea Freitas 

  • Após consultar preço e preencher cadastro em loja, homem tem linha transferida sem seu conhecimento ou aval
  • Mudança só foi descoberta quando celular parou de receber e fazer ligações
  • Mesmo após o cancelamento da migração forçada, operadora envia conta

Loja da Oi: consumidor é tornado cliente após consulta
Marcelo Piu 

Loja da Oi: consumidor é tornado cliente após consulta
Foto: Marcelo Piu
RIO - Carlos Alberto Gil de Souza nunca pensou que uma consulta em uma operadora de telefonia pudesse torná-lo cliente da empresa, literalmente à revelia. Mas foi o que aconteceu com ele em 25 de novembro. Dias depois de ir à loja da Oi no Morumbi Shopping, em São Paulo, para verificar os preços de aparelhos e planos, seu celular parou de funcionar. Ao consultar sua operadora, a Vivo, descobriu que o número tinha sido migrado para a outra empresa.

(...)

Meia-porção - parte 1

rioshow
31.01.2014
Fotogaleria
Divulgação Meia-porção - parte 1
No Rosita Café, a porção inteira de pastéis sai a R$ 22,50, enquanto que a meia R$ 14,50
Arte O Globo Meia-porção - parte 1
No Nova Capela, o cabrito com arroz de brocólis custa R$ 102. A metade R$ 65
Arte O Globo Meia-porção - parte 1
Na CT Brasserie, o espaguete com carne-seca desfiada custa R$ 74, já a metade 52
Arte O Globo - com fotos de divulgação Meia-porção - parte 1
No Spoleto, a salada montada pelo cliente tem preço cheio de R$ 18,50. Se dividida, R$ 13,50
Divulgação Meia-porção - parte 1
Na Bottega del Vino, o fusilli com linguiça toscana custa R$ 44 e a meia R$ 32
Divulgação Meia-porção - parte 1
No Santa Satisfação, a salada de folhas e lascas de pato tem preço cheio de R$ 46,50. A meia custa R$ 30,50
Arte O Globo com fotos de divulgação Meia-porção - parte 1
No Adegão Português, o bacalhau da casa tem preço cheio de R$ 161 e a metade custa R$ 98
Arte O Globo com fotos de divulgação Meia-porção - parte 1
O Amir é um dos poucos que cobra a metade certa, após a reclamação de um cliente. A porção de homus sai a R$ 30 e a metade R$ 15
Meia-porção - parte 1
No Rosita Café, a porção inteira de pastéis sai a R$ 22,50, enquanto que a meia R$ 14,50
  • undefined
  • undefined
  • undefined
  • undefined
  • undefined
  • undefined
  • undefined
  • undefined

Sinopse

Por Luciana Fróes

A matemática dos preços das meias-porções praticada pela maioria dos restaurantes cariocas é de difícil compreensão. E digestão. No cardápio do Bottega del Vino, por exemplo, o capítulo Pratos e Tradição traz uma seleção de pratos que podem ser servidos às metades. Maravilha. Afinal, são coisas como o ravióli recheado com burrata e molho de tomate-cereja com manjericão perfumadíssimo. O preço da porção normal é R$ 52. Logo, a meia-porção custará R$ 26, certo? Pois eis aqui o nosso pomo da discórdia. O comensal, na verdade, deverá desembolsar R$ 38, ou seja, 73% do valor do prato original. Coma-se com uma cifra dessas.

Leia mais: Meia-porção - parte 2
(...)

EGF. Governo vende em Junho 100% da empresa pública de resíduos




por: Margarida Bon de Sousa
 
31.Jan.2014
 
Dinheiro


Ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, negociou com as câmaras municipais a privatização da empresa. Tarifas vão baixar até 2020



O governo vai vender em bloco a participação da Águas de Portugal na EGF, passando a concessão dos resíduos urbanos privados para a mão de um privado até Junho deste ano. A alienação será feita através de um concurso público internacional e para já parece afastada a contestação das autarquias ao negócio. São 11 sistemas multimunicipais que recolhem e tratam cerca de 66% dos resíduos e onde as câmaras detêm em média participações de 49%. Os municípios também vão poder vender as suas participações, com direito de preferência relativamente ao comprador. As infra-estruturas mantêm-se públicas, devendo o contrato de concessão terminar em 2034.
(...)

Restrições a líquidos nos aeroportos da UE vão abrandar a partir desta sexta-feira




por: Ana Tomás
 
31.Jan.2014
 

Mundo


Se esta primeira fase for bem-sucedida, mais líquidos poderão ser elegíveis para o rastreio, com vista a pôr fim a todas as restrições até 2016


A partir desta sexta-feira os aeroportos da União Europeia (UE) serão obrigados a rastrear certos líquidos em postos de controlo de segurança de passageiros.

(...)