[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Bancos promovem venda de vinhos, diamantes e terços a crédito

A Caixa Geral de Depósitos e outras instituições financeiras enviaram um catálogo de jóias para os clientes pagarem a crédito, com juros que podem atingir os 17,3%.

Jose Manuel Ribeiro/Reuters
Jose Manuel Ribeiro/Reuters
 
O Natal aproxima-se para as entidades bancárias. A Caixa Geral de Depósitos (CGD) está a propor a um vasto número de clientes o investimento numa coleção de diamantes, como sugestão de presente futuro.

Ao que o “Público” apurou, o banco público apostou na promoção de brincos, anéis e colares com um custo total de 6.575 euros, cujo pagamento tem de ser obrigatoriamente feito através de cartões de crédito da CGD.

Esta campanha está a ser promovida no site do banco e deverá estar a ser enviada através de outras plataformas. A prática não é recente, mas algumas instituições financeiras abandonaram a venda destes produtos durante a crise.

Associadas ao crédito ao consumo, estas vendas têm taxas de juro variáveis e elevadas, conforme escreve o “Público”, esta segunda-feira. A taxa anual efetiva geral (TAEG) chega aos 17,3% para 12 meses e, para quatro meses, 15,2%.
(...)

Sem comentários: