[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Afinal, a ASAE aprova ou chumba a colher de pau?


Paulino Coelho

30.Nov.2016

 
A Renascença convidou o inspector-geral da ASAE para tentar desfazer alguns mitos. Verdade absoluta, diz Pedro Portugal Gaspar, é a cada vez menor taxa de incumprimentos.
Foto: DR
Não é proibido nem existe qualquer problema em cozinhar com colheres de pau. Quem o diz é o inspector-geral da Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE). 

Convidado do programa Carla Rocha – Manhã da Renascença nesta quarta-feira, Pedro Portugal Gaspar explica que, “tal como outro utensílio qualquer”, a utilização da colher de pau só é desaconselhada “quando põe em risco a segurança alimentar”. 

“Se estiver rachada ou com restos de partículas que vão ficando, é óbvio que não pode ser utilizada, assim como a [colher] de inox”, exemplifica. 

A polémica da utilização de colheres de pau nos restaurantes surgiu em 2014, quando alguns estabelecimentos foram suspensos. Já na altura, a ASAE esclareceu que a decisão se devia à falta de condições de higiene e não, propriamente, à utilização de colheres de pau – posição agora reiterada pelo dirigente do organismo.
(...)

Sem comentários: