[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

terça-feira, 14 de março de 2017

Alemanha quer multar redes sociais que não controlem notícias falsas

Sara Ribeiro
por: Sara Ribeiro
14.Março.2017
 

O Governo alemão apresentou um projecto-lei que prevê multas até 50 milhões de euros às redes sociais que não combatam as mensagens de ódio e notícias falsas. E de até 5 milhões aos autores de discursos de ódio.


Bloomberg
Alemanha quer multar redes sociais que não controlem notícias falsas
 
A Alemanha quer impor regras apertadas às redes sociais que não consigam controlar a proliferação de mensagens de ódio e notícias falsas. O Executivo alemão apresentou esta terça-feira, 14 de Março, um decreto-lei que prevê multas até 50 milhões de euros, segundo a imprensa internacional.
A medida, divulgada pelo ministro alemão da Justiça Heiko Mass, reflecte a preocupação crescente dos círculos políticos alemães sobre a eventual influência que as notícias falsas e o discurso de ódio podem vir a ter nas eleições gerais na Alemanha agendadas para este ano. Em particular do lado do partido conservador, de Angela Merkel, que teme o efeito da proliferação destes conteúdos na Ascenção do Alternativa para a Alemanha (AFD), partido eurocéptico e anti-imigração.
Para o ministro da Justiça as redes sociais não têm feito o suficiente para combater este género de conteúdos. "Muito pouco conteúdo criminal tem sido apagado e não tem sido apagado de forma suficientemente rápida", disse Heiko Mass.
"As redes sociais não levam suficientemente a sério as queixas dos seus utilizadores", acrescentou.

(...)

Sem comentários: