[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quinta-feira, 16 de março de 2017

Portugal é dos países que mais reações gera com alertas de perigo

Categoria de produtos com maior número de notificações foram os brinquedos (26%), seguindo-se veículos a motor (18%) e vestuário, têxteis e artigos de moda (13%).

comissao_europeia_0911

A Comissão Europeia divulgou hoje o relatório anual do Sistema de Alerta Rápido para Produtos Perigosos, Portugal apresenta-se em segundo lugar como país cujas notificações mais reações suscitaram nos outros Estados-membros da União Europeia. O primeiro lugar coube à Alemanha. 

O relatório de 2016 revela que as autoridades nacionais dos 28 Estados-membros fizeram circular 2044 alertas sobre produtos perigosos e, esses alertas deram lugar a 3824 medidas de seguimento, tais como recolha de produtos. O número de respostas que se verificou representa mais do dobro dos anos anteriores. 

“A cooperação entre os países da UE intensificou-se e estes utilizam, cada vez mais, o sistema de alerta rápido para garantir que os produtos perigosos são rapidamente retirados em toda a Europa”, aponta a Comissão segunda a agência Lusa, divulgada pela comunicação.

Portugal emitiu no ano passado 52 notificações, sendo que 40 eram alertas relacionadas com veículos automóveis, mas despertou 486 reações – o segundo valor mais elevado da União Europeia. 

(...)

Sem comentários: