[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quarta-feira, 15 de março de 2017

Portugueses têm mais dinheiro. A poupança é maior, mas o recurso ao crédito também





Óscar Daniel
por: Sandra Afonso

15.Mar.2017

 A capacidade das famílias suportarem despesas extra é também maior este ano. Apenas 47% dos inquiridos dizem não ter margem para surpresas no orçamento.
Foto: Ole Spata/ EPA
Os portugueses têm mais dinheiro e estão a poupar mais, mas não está a render, pois deixam ficar na conta à ordem ou aproveitam a folga para se endividarem. Os dados são avançados esta quarta-feira, Dia Mundial do Consumidor, pelo último estudo anual sobre Literacia Financeira em Portugal em 2017, do Observador Cetelem.

Este inquérito mostra que quase metade dos inquiridos, 49%, põe de lado parte do que ganha, quando no ano passado o valor ficava pelos 36%.

O documento revela que, se em 2016 a maioria transferia o dinheiro para a conta a prazo, agora com a descida dos juros, acaba por ficar à ordem. As contas a prazo passaram para segunda opção, os tradicionais mealheiros ganharam adeptos e apenas em quarto lugar, com 4% das respostas, surgem os restantes produtos bancários e investimentos.

Um incentivo para poupar, apesar dos juros baixos, é a descida das despesas fixas mensais. Este ano estas despesas representam mais de metade do orçamento mensal para 24% das famílias, quando, em 2016, eram 35%.
(...)

Sem comentários: