[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Depósitos indexados terão novo documento de informação pré-contratual em 2018



A partir de 1 de janeiro de 2018, as instituições de crédito terão de disponibilizar aos clientes um novo documento de informação antes da contratação de depósitos indexados e de outros produtos financeiros complexos classificados como PRIIP. O novo documento de informação pré-contratual - designado “documento de informação fundamental” – substituirá o atual prospeto informativo na comercialização de depósitos indexados e terá de obedecer ao formato definido pela Comissão Europeia no Regulamento Delegado (UE) 2017/653, publicado no dia 12 de abril.

De acordo com as novas regras definidas pela Comissão Europeia, aplicáveis a partir de 1 de janeiro de 2018, o documento de informação fundamental deve, entre outros aspetos, apresentar, no máximo em três páginas, as principais caraterísticas do produto, com recurso a indicadores sumários do risco e dos custos e a cenários de remuneração.

PRIIP: o que são?

Os PRIIP – pacotes de produtos de investimento de retalho e de produtos de investimento com base em seguros – são produtos financeiros complexos comercializados nos mercados de retalho. Podem assumir a forma de depósitos, seguros, fundos ou obrigações.

De entre os produtos supervisionados pelo Banco de Portugal, apenas os depósitos indexados (ou estruturados) são classificados como PRIIP.

(...)

Sem comentários: