[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Os chineses devem estar loucos: Lynk & Co promete garantia vitalícia (e internet à borla)



Propriedade do gigante automóvel chinês Geely, que detém também a sueca Volvo, a Lynk & Co acaba de chocar a indústria. Basicamente, quer oferecer uma garantia vitalícia em todos os seus modelos.
Autor:
Francisco António
Depois de se ter apresentado à indústria automóvel primeiramente com um protótipo de crossover e, já mais recentemente, com concept que antevê um futuro sedan, a Lynk & Co decidiu jogar a cartada final. Presente no Salão Automóvel de Xangai, a marca informou o mercado de que pretende oferecer, com todos os seus futuros modelos, uma garantia vitalícia.

Propriedade do gigante automóvel chinês Geely, que entre outras marcas detém a sueca Volvo, a Lynk & Co já havia surpreendido quando, após a apresentação mundial do 03, o protótipo do seu futuro sedan, anunciou que iria disponibilizar Internet grátis nos seus carros, como parte do equipamento de série. Algo que, no entanto, só terá confirmação a partir do momento em que o modelo começar a ser comercializado, no final de 2017.

Quanto à questão da disponibilização de uma garantia vitalícia, a marca prefere ser um pouco mais comedida, afirmando tratar-se, pelo menos para já, de “uma intenção”. Mais detalhes sobre o tema deverão ser divulgados assim que o primeiro modelo da Lynk & Co entrar em comercialização na China, durante o terceiro trimestre de 2017. Na Europa e EUA, está previsto que as vendas comecem apenas em 2019.

De referir ainda que, em Xangai, a mais recente marca da chinesa Geely também comunicou que o 01, desvendado em Outubro último, está pronto para passar à produção. Isto, depois de, segundo afirma em comunicado, já ter cumprido “um extenso programa de testes de desenvolvimento um pouco por todo o mundo, desde as planícies geladas do Círculo Ártico na Escandinávia, até ao inqualificável calor do deserto de Turpan, na China”.
(...)
Mais sobre:  Mercado,  Volvo,  Auto,  Marcas             

Sem comentários: