[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Quem recicla é "triplamente penalizado"

TSF

reciclagem
Associação ambientalista garante que é impossível Portugal cumprir as metas da reciclagem que assinou com a União Europeia e pede prémios e penalizações (em dinheiro) para quem recicla e não recicla.
A associação ambientalista Zero pede ao governo que avance rapidamente com um sistema que já existe em vários países: a recolha seletiva porta a porta de lixo para medir quem recicla mais e menos, refletindo esses resultados, depois, no valor da Tarifa de Recolha de Resíduos Sólidos Urbanos pago por cada família.

A Zero divulgou esta quarta-feira um estudo em que revela que é quase impossível a Portugal cumprir as metas de reciclagem para 2020, assinadas com a União Europeia, o que segundo Rui Berkemeier mostra o falhanço total das políticas públicas nesta área.

Portugal reciclou, em 2015, 28% do lixo, mas a meta para 2016 (que ainda não tem dados oficiais) é de 36% e em 2020 sobe para 50%.

No barómetro da reciclagem, os ambientalistas mostram ainda que as zonas do Interior têm taxas de reciclagem muito mais elevadas que as grandes cidades como Lisboa e Porto, algo que segundo a Zero não faz qualquer sentido. Há zonas do país onde a taxa de reciclagem é inferior a 20%.
 
(...)

Sem comentários: