[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Tem até 30 anos? Candidaturas ao Porta 65 arrancam hoje







 ARRENDAMENTO
  
por: Lucília Tiago

15.04.2017


Primeiro concurso de 2017 arranca com candidaturas esta segunda-feira, às 10h00. Esperam-se milhares de pedidos de apoio a renda


 O preço das rendas regista sucessivos aumentos nos últimos anos e o universo de candidatos ao programa Porta 65 Jovem também deverá voltar a superar os números das edições mais recentes. O próximo período para a entrega de candidaturas a esta medida de apoio às rendas para os mais jovens arranca esta segunda-feira e prolonga-se até 18 de maio.

 Os dados dos últimos anos não deixam margem para grandes dúvidas de que serão milhares os jovens a tentar a sua sorte nesta nova fase de candidaturas do Porta 65 Jovem – a primeira das que terão lugar ao longo deste ano. Em 2012 somaram-se 9226 candidaturas e no ano passado chegaram a 15 262. O volume fez também que, pela primeira vez, o número dos que ficam de fora (sem apoio) superasse os 50%.

 Há vários requisitos para uma candidatura ser aceite, sendo os candidatos a esta ajuda financeira hierarquizados em função do seu perfil de rendimento e de agregado. Além disto, é também necessário estar munido de vários documentos. A idade-limite é um dos primeiros requisitos, estando balizada entre os 18 e os 30 anos. Apesar de a Assembleia da República estar a analisar várias propostas de alteração – que alargam a idade para os 35 anos – nas candidaturas que arrancam na segunda-feira, os 30 anos continuam a ser o limite, sendo possível, no caso dos casais, que um dos elementos tenha até 32 anos.

 As candidaturas são realizadas no Portal da Habitação e apenas são aceites os pedidos de pessoas titulares de um contrato de arrendamentos realizado ao abrigo do NRAU ou do regime transitório da lei do arrendamento. Os candidatos (e os seu agregado, se for caso disso) têm de residir permanentemente na habitação e a sua morada fiscal tem de coincidir com a da casa arrendada. Quem não preenche ainda esta condição deve tratar de imediato da mudança.

()

Sem comentários: