[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Economia portuguesa ainda desperdiça mais de 44 mil jovens licenciados




O PIB cresceu 2,8% no primeiro trimestre deste ano. E a taxa de desemprego diminuiu. Mas, mesmo assim, ainda há milhares de jovens que não estudam, nem trabalham.
Nos primeiros três meses de 2017, a economia nacional cresceu ao ritmo mais elevado em quase dez anos. A taxa de desemprego caiu para 10,1%, contrastando com os 12,4% registados um ano antes. Mas, mesmo assim, há 44,2 mil jovens licenciados que não trabalham, nem estudam. Porquê?

Em Portugal, o número de jovens licenciados que não trabalham nem estudam, até tem vindo a diminuir. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, no primeiro trimestre deste ano eram 44,2 mil os jovens com idades entre os 15 e os 34 anos que se encontravam nestas condições. Este é o valor mais baixo desde o segundo trimestre de 2011 mas, mesmo assim, ainda representa uma taxa de 8,8% no total de jovens licenciados destas idades.

(...)

Sem comentários: