[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Transacionados 354 milhões de euros nos primeiros três meses do ano

No mercado de investimento imobiliário foram transacionados 354 milhões de euros, registando uma descida acentuada de 45% em relação ao mesmo período de 2016. Os investidores internacionais continuaram a demonstrar o seu interesse em Portugal, representando 93% das operações realizadas.


De acordo com o relatório sobre o balanço do primeiro trimestre de 2017 da consultora Worx, do investimento realizado neste período 53% são representados pelo segmento de escritórios. 

Este segmento fechou o 1º trimestre com uma subida de 34%, face ao período homólogo de 2016, com um take-up superior a 43.000 m2. A zona 6 (Corredor Oeste) e a zona 1 (Prime CBD) verificaram as melhores performances, com volumes de absorção superiores a 10.000 m2. O setor das TMT´s & Utilities foi o mais ativo no mercado contabilizando 22% do volume total de absorção do trimestre e confirmando cada vez mais o lugar da cidade de Lisboa como polo tecnológico. 
 A vacancy rate situa-se agora nos 10,06%, continuando a sua tendência de descida perante uma procura em crescimento e uma oferta que continua a estar sob pressão devido à escassez de oferta especulativa.

Já o setor do retalho registou a atividade esperada e sinais de procura elevada. O comércio de rua, com destaque para a restauração e moda, continua a ser o formato onde se verifica o maior número de operações. Para os próximos trimestres, a procura deverá permanecer elevada. As rendas prime deverão manter a sua estabilidade.
(...)

Sem comentários: