[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

segunda-feira, 12 de junho de 2017

168 milhões de crianças a trabalhar no mundo, diz a ONU

Nações Unidas


A ONU estima que cerca de 168 milhões de crianças em todo o mundo trabalhem, mais de metade em trabalhos perigosos colocando em risco as suas vidas. A organização fala em casos de escravidão.
A agricultura é o setor com o maior número de crianças a exercerem trabalho infantil
HUMAN RIGHTS WATCH/EPA

Cerca de 168 milhões de crianças trabalham no mundo, das quais mais de metade faz trabalhos perigosos colocando em risco as suas vidas, segundo dados das Nações Unidas e de organizações não-governamentais.

As organizações divulgaram estes números no Dia Mundial contra o Trabalho Infantil e insistem na urgência de abolir o trabalho de menores, muitos em condições de escravidão.

A agricultura é o setor com o maior número de crianças que exercem trabalho infantil (98 milhões), seguindo-se o setor de serviços (54 milhões) e da indústria (12 milhões). Este ano, o alerta do dia mundial incide no impacto dos conflitos e desastres naturais no trabalho infantil.

A ONG World Vision dá como exemplo o de uma criança síria refugiada no Líbano que vende tecidos na rua para ajudar a sua família. Os refugiados sírios que vivem na Jordânia e no Líbano não estão legalmente autorizados a trabalhar, o que os obriga a fazerem tarefas por salários muito baixos, e os seus filhos renunciam à educação para procurar trabalhos para ajudar as suas famílias.
 
(...)

Sem comentários: