[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

segunda-feira, 5 de junho de 2017

ASAE apreende 16 mil brinquedos “spinners” por falta de segurança


A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, ASAE, apreendeu cerca de 16.000 brinquedos spinners, muito populares entre as crianças, por falta de requisitos de segurança.



Em comunicado, o organismo informou que a apreensão ocorreu durante uma operação de fiscalização, a nível nacional, na área de segurança de brinquedos, direcionada para os spinners, um dispositivo com três pontas, cujo objetivo é girar.

Como resultado da ação, que incidiu em todo o circuito comercial, foram fiscalizados mais de 60 operadores económicos e efetuadas apreensões de cerca de 16.000 brinquedos. Segundo a ASAE, “o valor total da apreensão ascende a mais de 45 mil euros“.

Foram ainda instaurados 23 processos de contraordenação, por falta de marcação CE, ou por marcação fraudulenta, e por falta de aviso de contraindicação para crianças menores de três anos, “por se tratar de brinquedos que têm peças facilmente destacáveis e serem perigosos para crianças com idade inferior”.

A “febre” do fidget Spinners, uma espécie de pião mecânico que ajuda a aliviar o stress e a aumentar a concentração usado como brinquedo e em truques, chegou há algumas semanas a Portugal, e a sua popularidade entre crianças e jovens explodiu de forma imparável desde então.

Criado por Catherine Hettinger no início dos anos 90, e por alguns considerado “a maior invenção desde o yo-yo”, o brinquedo era destinado a crianças com autismo ou hiperatividade, e tem sido promovido pelas suas alegadas capacidades terapêuticas, sobretudo na libertação do stress e em casos de dificuldade de concentração.

No entanto, têm sido divulgados relatos de problemas relacionados com a segurança das crianças. Segundo o Buzzfeed, as peças saltam com facilidade, o que representa um potencial risco de asfixia em crianças com menos de oito anos.

ZAP // Lusa

Sem comentários: