[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

terça-feira, 27 de junho de 2017

Beber com moderação "já é suficiente" para danificar o cérebro


 
 Tecnologia

Estudo realizado por cientistas no Reino Unido revela que não é só a ingestão em demasia que provoca problemas. Apesar das conclusões, os peritos dividem-se

Bebida.
Imagem: Reuters
Bebida
Um estudo, realizado por cientistas da Universidade de Oxford e da University College London, no Reino Unido, concluiu que beber álcool, mesmo com moderação, pode ser prejudicial para o cérebro. Embora muitos médicos recomendem um copo de vinho ou de cerveja por dia, esta investigação demonstra agora que essa atitude pode afetar o cérebro humano de forma negativa.

No estudo publicado no British Medical Jornal, um jornal britânico especializado em medicina, os investigadores descrevem o desempenho cognitivo e o consumo de álcool de 550 homens e mulheres, com mais de 30 anos, desde de 1985. No final do estudo, os participantes realizaram uma ressonância magnética ao cérebro, onde se analisou a estrutura da matéria-branca e o estado do hipocampo, área associada à memória.

De acordo com a CNN, e depois de analisados os exames, foi possível verificar que as pessoas que tinham bebido mais, apresentavam maior risco de atrofia do hipocampo. Quem ingeriu uma grande quantidade de álcool, apresentou também perda diferenças na linguagem e mau processamento de pensamentos.

Em estudos anteriores foi possível verificar que uma grande ingestão de álcool produzia efeitos negativos no cérebro, mas esta nova pesquisa concluiu que quem bebe de forma moderada também corre esse risco.
(...)

Sem comentários: