[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Farmacêuticas acusadas de fraude e marketing "enganoso" ao esconderem riscos de medicamentos

 

SAPO Lifestyle
Nos Estados Unidos, o procurador público de Ohio avançou com uma queixa judicial contra cinco grupos farmacêuticos, acusando-os de dissimularem os riscos da dependência no consumo de analgésicos à base de opiáceos, fármacos responsáveis por uma grave crise de saúde pública no país. 
 
créditos: AFP
 
A ação judicial menciona os laboratórios americanos Johnson & Johnson, Allergan, Purdue Pharma e Endo Health Solutions, assim como o israelita Teva, especializado em genéricos, indicou o escritório do procurador público.

"Estes fabricantes de medicamentos fizeram acreditar (...) que os opiáceos não causavam dependência, que o vício era fácil de tratar ou que se podia ser tratado com ainda mais opiáceos", assegurou em comunicado o procurador Mike DeWine.

Ohio quer que os cinco grupos farmacêuticos admitam culpa no caso e indemnizem o Estado e os milhares de pacientes medicados.

Segundo o comunicado, as práticas "fraudulentas" e marketing "enganoso" dos laboratórios contribuíram para "acelerar" a prescrição de opiáceos e alimentar a crise de saúde mental no país.

(...)

Sem comentários: