A adesão à greve dos Técnicos Superiores de Saúde das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica, que começou por tempo indeterminado, está acima dos 80%, disse à Lusa fonte sindical.

Estes técnicos exigem a aprovação imediata do diploma que cria a carreira destes profissionais de saúde.

Segundo o presidente do Sindicato Nacional dos Técnicos Superiores de Saúde das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica (STSS), que decretou a greve, em alguns hospitais a adesão chega aos 100%.

Almerindo Rego adiantou que o que influencia os números são três ou quatro profissões em que a densidade profissional é grande, tais como radiologia, análises clínicas e farmácia.

(...)