[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Integração: nova ferramenta para ajudar os nacionais de países terceiros a aceder ao mercado de trabalho


(fonte: Comissão Europeia)

A Comissão Europeia lança uma ferramenta da UE para a definição de perfis de competências dos nacionais de países terceiros

JusNet 613/2017

Trata-se de um editor Web, on e offline, que permitirá aos nacionais de países terceiros apresentar, de forma compreensível, as respetivas competências, qualificações e experiências a empregadores, prestadores de ensino e formação e organizações que trabalham com migrantes em toda a União Europeia.

A Comissária Europeia para o Emprego, os Assuntos Sociais, as Competências e a Mobilidade dos Trabalhadores, Marianne Thyssen, declarou a este propósito: «Na atual conjuntura laboral, é necessário que todos possam colocar todas as suas competências ao serviço dos nossos mercados de trabalho. Não podemos desperdiçar os talentos dos cidadãos de países terceiros. A nossa ferramenta de definição de perfis de competências facilitará o seu percurso para o mundo do emprego. Ajudará igualmente as administrações nacionais a compreender claramente as competências e qualificações desses cidadãos, o que lhes permitirá dar resposta aos desafios que se colocam e a tirar o melhor partido das oportunidades relacionadas com a integração no mercado de trabalho de refugiados, requerentes de asilo e outros migrantes. Desta forma, todos temos a ganhar.»

O Comissário Dimitris Avramopoulos, responsável pela Migração, os Assuntos Internos e a Cidadania, declarou: «Os migrantes trazem consigo experiências, aptidões e competências que podem ser verdadeiros contributos positivos para as nossas economias e sociedades. Como tal, é crucial investir na sua rápida integração no mercado de trabalho. Uma integração bem sucedida é fundamental para transformar a migração numa oportunidade para as pessoas envolvidas. Ao possibilitar a definição de perfis de competências, esta ferramenta contribuirá para abreviar o processo de integração no mercado de trabalho dos nacionais de países terceiros recém-chegados, dando visibilidade às suas competências.»

A ferramenta de definição de perfis de competências será utilizada pelos centros de acolhimento, os serviços de integração, os serviços públicos de emprego e outras organizações que prestam serviços a nacionais de países terceiros, para lhes garantir o reconhecimento das suas competências e habilitações e orientá-los para as ações de educação e formação ou os empregos adequados. Para além de proporcionar uma ideia do perfil de competências de um cidadão de um país terceiro — comparável a um CV —, esta ferramenta ajuda as organizações que operam na área da migração a identificar necessidades individuais específicas no contexto da integração no mercado de trabalho. Em última análise, irá simplificar o processo de correspondência dos candidatos a emprego com as vagas existentes.
(...)

Sem comentários: