[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Portugal está entre os países mais afetados pela dor


Saúde
Imagem Desdobramento
 
O estudo global sobre o impacto da dor em Portugal, promovido pela GSK, revelou que 96% dos portugueses já sofreram de dor física na sua vida, enquanto 80% das pessoas já sofreram dores de cabeça. Entre os 15 países europeus analisados, Portugal tem mesmo o quarto valor mais elevado no que se refere à prevalência da dor.
O mesmo estudo afirma que no último ano, os trabalhadores portugueses perderam em média 1.4 dias devido a dores no corpo. Um em cada 20 inquiridos afirma que trabalha regularmente com dores, o que afeta diretamente o seu desempenho e produtividade e também tem impactos na economia e na qualidade de vida.

A dor também provoca um impacto emocional, e em Portugal dois terços dos afetados afirmam que a dor de cabeça os torna preocupados e os faz sentir mais ansiosos. Além disso a dor de cabeça tem efeitos negativos sobre o estado de espírito, influenciando também a vida social e familiar.

Quanto a causas, mais de metade dos trabalhadores em Portugal acredita que o seu ambiente de trabalho é a origem das suas dores corporais e de cabeça. Apesar das elevadas taxas de dor, Portugal apresenta uma das proporções mais reduzidas de atestados médicos.

(...)

Sem comentários: