[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Actividade financeira ilegal fez disparar queixas ao Ministério Público


Banco de Portugal fez 15 participações de ilícitos criminais em 2016, envolvendo 88 pessoas/entidades, um aumento de 214% face ao ano anterior
Cédito fácil e probabilidade de burla andam muito próximos.
Fotogaleria
O desenvolvimento de actividade financeira ilegal e com fortes indícios criminais, onde se inclui a concessão de empréstimos e a captação de poupanças junto de particulares, tem vindo a crescer em Portugal nos últimos anos, como mostram os dados do Banco de Portugal que, em 2016, fez 15 comunicações ao Ministério Público, envolvendo 88 pessoas/entidades, um aumento de 214% face ano anterior. O crescimento deste fenómeno é explicado pela crescente oferta de empréstimos ou outros serviços financeiros pela Internet e por telefone.

(...)

Sem comentários: