[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Cada vez mais preços e destinos de férias são pesquisados online



Turismo
 
 
por: Lucília Tiago 
 
02.08.2017
 
 
Sete em cada dez pretendem passar férias em Portugal, mas fora de casa, indica estudo da escola superior de marketing IPAM.
 
 Praia de Odeceixe, Aljezur 
 
 
 A retoma da confiança revelada pelos indicadores económicos está também a estender-se à vontade dos portugueses em fazer férias. Mais de dois terços (69%) pretendem ir para fora de casa e 72% destes irão fazê-lo em Portugal. Por outro lado, 19% até admitem gastar mais do que no ano passado. Mas a preparação das férias é cada vez mais feita na Internet. É nas plataformas online que 64% dos portugueses pesquisam locais e tipos de alojamento possíveis para os dias de descanso.
 
Estas são as conclusões do estudo “Férias 2017” realizado pelo IPAM, a que o JN/Dinheiro Vivo teve acesso. Este dado compara, assinala Mafalda Ferreira, coordenadora do estudo, com os 15% de inquiridos que referiram ter feito esta preparação com idas presenciais a agências de viagem.
 
 
Esta tendência de pesquisa tem depois tradução nas reservas. Dados ontem divulgados pelo Eurostat indicam que 49% dos dos cidadãos da União Europeia tratam da marcação das viagens e do alojamento pela Internet. E mostra também que os mais velhos (entre os 65 e os 74 anos) são mais adeptos das novas tecnologias quando estão a tratar das suas férias do que os mais jovens. 
 
No que aos portugueses diz respeito, o IPAM concluiu que a maioria (85%) prefere ir de férias no verão e que, para seis em cada 10, a praia é um fator determinante quando chega o momento de tomar a decisão sobre o destino. Perante este perfil, Mafalda Ferreira não se surpreende com o facto de mais de metade (52%) optar pelo Algarve.
(...)

Sem comentários: