[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Crédito à habitação dispara para níveis de 2010


CRÉDITO À HABITAÇÃO 

 
por: Ana Margarida Pinheiro , Lucília Tiago 
 
08.08.2017
 
 
Bancos estão a conceder mais créditos este ano. Habitação lidera as concessões de 2017. 
 
Fotografia: Gonçalo Villaverde / Global Imagens 
 
Há sete anos que os bancos não emprestavam tanto dinheiro para a compra de casa. No primeiro semestre deste ano, as famílias financiaram-se em 3821 milhões para a aquisição de habitação. É preciso recuar ao primeiro semestre de 2010 para encontrar um valor mais elevado. Isto é: antes da crise e da chegada da troika. 
 
Só em junho, o volume de novos empréstimos para financiar a compra de casa, atingiu 754 milhões de euros. Também este é o registo mais elevado desde dezembro de 2010. E mesmo em termos mensais reflete uma subida de 26 milhões de euros face ao valor concedido em maio, mostram os dados do Banco de Portugal, divulgados esta terça-feira.
 
As novas operações de crédito vêm acompanhadas de uma taxa de juro média de 1,69%, o que compara com 1,68% um mês antes. Ainda assim, o preço do dinheiro cobrado pelos bancos mantém-se num mínimo histórico. Há um ano, a taxa era 0,25 pontos acima. 
 
A maior disponibilidade da banca para emprestar dinheiro para a compra de casa acompanha a tendência de subida – e valorização – do imobiliário. Dados divulgados recentemente pelo Confidencial Imobiliário mostram que o preço das casas cresceu 6,2% no primeiro trimestre desde ano face ao período homólogo. Desde o mínimo de junho de 2013, os preços já subiram 14,3%.
 
 (...)

Sem comentários: