Segundo disse recentemente à Lusa a vice-presidente da AMELP, Helena Batista, há “dois produtos que ainda não têm solução”: clientes que investiram mais de 140 milhões de euros nos produtos EG Premium e Euro Aforro 10.

A associação que representa os emigrantes lesados do Banco Espírito Santo (BES) revelou na quarta-feira um entendimento com o Novo Banco e o Governo do PS, que passa pela recuperação de 75% do dinheiro investido dos produtos Euro Aforro 8, Poupança Plus 1, Poupança Plus 5, Poupança Plus 6, Top Renda 4, Top Renda 5, Top Renda 6 e Top Renda 7.

Contudo, os clientes dos produtos Euro Aforro 10 e EG Premium ainda esperam uma solução que estará a ser trabalhada. As pessoas que aceitarem estas propostas terão de desistir das ações judiciais contra o Novo Banco e seus trabalhadores.

Inicialmente estava previsto o protesto ser também em São Bento, em frente à residência oficial do primeiro-ministro, mas os responsáveis cingiram-no ao edifício do Novo Banco, na avenida da Liberdade, considerando que o executivo de António Costa tem estado empenhado.

(...)