[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Estado deixa prescrever 250 mil multas de trânsito em dois anos






Só em 2015 foram mais de 220 autos de contraordenação, no ano passado passaram os 30 mil.






Desde excesso de velocidade, a condutores que não usam cinto de segurança ou não param em sinais vermelhos, passando por condutores ao telemóvel ou que conduzam sobre o efeito de álcool ou drogas.

São muitos os exemplos de autos de contraordenação que ficaram por cobrar nos últimos dois anos e baralham os objetivos fixados pelo Ministério da Administração Interna.

O Ministério estabeleceu uma meta de 85% de multas resolvidas mas a eficácia da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária ficou-se pelos 62%. Feitas as contas, cerca de 250 mil autos de contraordenação não foram cobrados nos últimos dois anos, avança o Jornal de Notícias.

A notícia conta também que a Autoridade Nacional acabou por pedir uma revisão das metas de eficácia na cobrança de multas pediu para baixar os objetivos uma proposta que o Ministério aceitou.
A alteração permitiu ao organismo chegar ao final do ano passado com o objetivo cumprido.

Sem comentários: