[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Preços de construção de casas novas baixaram em maio

"A desaceleração homóloga dos custos de construção foi determinada pela redução de 0,5% na taxa de variação dos materiais, que se fixou em 0,7% em junho", refere o Instituto Nacional de Estatística.


No mês passado, a taxa de variação homóloga do índice de custos de construção de habitação nova foi de 1,5% em junho, o que significa uma quebra de 0,2% aos valores registados em maio.

A conclusão é do Instituto Nacional de Estatística (INE), que divulgou um relatório esta terça-feira de manhã a explicar que a “desaceleração homóloga dos custos de construção foi determinada pela redução de 0,5% na taxa de variação dos materiais, que se fixou em 0,7% em junho”.

O organismo de estatística português refere também que a variação homóloga do índice da mão-de-obra se manteve nos 2,1% e que as variações homólogas dos índices relativos a apartamentos e moradias se fixaram os dois nos 1,5%, sendo que havia registado 1,7% e 1,8%, respetivamente, no mês passado).

Relativamente ao índice de preços de manutenção e reparação regular da habitação, assinalou uma variação homóloga de 2,8% em junho, taxa superior em 0,2% à de maio. No mês em análise, todas as regiões do país apresentaram subidas nos preços deste indicador à exceção do Alentejo, cujo valor desceu 0,1% em relação aos números observados em período homólogo (2,6%).

(...)

Sem comentários: