[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Sociedades financeiras concedem mais 25% em crédito ao consumo num mês


Descida do desemprego impulsionou venda de veículos. 

 
Descida do desemprego impulsionou venda de veículos.
 Fotografia: D.R.
 Fotografia: D.R.
 
Dinheiro Vivo 
in "Dinheiro Vivo"
30.ago.2017 

 

Em julho de 2017, as empresas representadas pela ASFAC – Associação de Instituições de Crédito Especializado registaram uma subida de 24,6% na concessão de crédito ao consumo, nas suas duas vertentes. Ao todo, as empresas avançaram com 416 milhões de euros para financiar o consumo, valor que compara com os 334 milhões registados no mesmo mês de 2016. 
 Segundo os dados divulgados esta tarde pela ASFAC, o principal motor do crescimento da concessão de crédito ao consumo foram os créditos a particulares “clássicos”, com um salto de 30,5%, tendo o denominado crédito ‘revolving’ – ou seja, cartões de crédito – subido 16,1%. O primeiro subiu para 242 milhões e o segundo para 159 milhões.
Já de forma mais abrangente, o comunicado da associação destaca que as suas associadas concederam um total de 739 milhões de euros durante o mês de julho, mais 16,4% que em julho de 2016. Nesta fatia, apenas 2% do crescimento se deveu ao financiamento a empresas, que cresceu ainda assim 28,7%, mas partindo de uma base reduzida – saltou de 11,6 milhões para 15 milhões. 
Quanto ao aumento do crédito ao consumo, a ASFAC justifica o mesmo com o crescimento das compras de automóveis, salientando que a “descida da taxa de desemprego” no segundo trimestre do ano “contribui positivamente para o aumento da venda de veículos”.”Analisando o destino dos montantes concedidos em crédito clássico, o financiamento para aquisição de meio de transporte, que representa 70,9% deste tipo de financiamento, subiu 27,8%.”
 
 

Sem comentários: