[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Alojamento Local com impacto de 1.660 milhões na economia da Área Metropolitana de Lisboa em 2016

Autor:
Agência Lusa
 
19/9/2017
Lisboa 

O Alojamento Local tem um impacto de 1.660 milhões de euros na economia lisboeta. Vale 1% do PIB e criou 5.706 postos de trabalho em 2016.

Em 2020, o Alojamento Local vai ser responsável por 42 mil empregos
ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O impacto do Alojamento Local (AL) na economia da Área Metropolitana de Lisboa (AML) superou os 1.660 milhões de euros, representando 1% do PIB gerado nesta região, de acordo com um estudo divulgado esta terça-feira.

O estudo “Qual o impacto económico do Alojamento Local na Região de Lisboa” foi encomendado pela Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) ao ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa e segue-se a um outro apresentado a 3 de março, segundo o qual a maioria das unidades de AL disponíveis na zona de Lisboa resultaram de imóveis desocupados, mas 19% do total estavam arrendados antes de serem convertidos ao turismo.

De acordo com o estudo, em 2016 o AL teve um impacto de 1.664,7 milhões de euros na economia da região, revelou o estudo, salientando que 2016 foi um ano atípico, porque foi um ano de legalização de muitos dos AL já existentes, devido a alterações legislativas, afirmou Hélia Pereira, do ISCTE, que apresentou as conclusões do estudo.

 Este resultado advém de um impacto direto de 285,9 milhões de euros, do alojamento e outras prestações de serviços, de um impacto indireto de 549,6 milhões, relativo aos gastos pelos turistas em AL, e de um impacto induzido de 829,8 milhões, considerando o efeito multiplicador na economia e nos setores a montante e gastos de colaboradores.

(...)
Mais sobre:  Alojamento Local, Câmara Municipal Lisboa, Economia, Lisboa, Trabalho, Turismo, Sociedade, País

Sem comentários: