[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

​Cancro do pulmão mata cada vez mais portuguesas

Ouvir Emissão

21.Set.2017
 
 
Especialistas receiam que a tendência seja para continuar a aumentar, uma vez que as mulheres começaram a fumar há menos tempo.
As mulheres estão a morrer mais de cancro do pulmão, ao contrário dos homens - que ainda são a maioria dos óbitos, mas estão a diminuir. A notícia é avançada pelo “Jornal de Notícias”.

De acordo com o JN, o Relatório do Programa Nacional para as Doenças Oncológicas, que é esta quinta-feira apresentado no Porto, refere que o tumor maligno da traqueia, brônquios e pulmão matou 980 mulheres em 2015. No ano anterior tinham sido 850. 

Segundo os especialistas, este aumento de 15% era esperado porque "reflecte as mudanças conhecidas no consumo do tabaco", lê-se no documento, onde se prevê que as mortes continuem a crescer. 

Ouvido pelo jornal, o director do programa nacional, Nuno Miranda, considerou este aumento como "muito significativo" e que reflecte "a chamada democratização de género" do tabaco, uma vez que as mulheres começaram a fumar há menos tempo do que os homens. "O que é de esperar é que a mortalidade feminina vá aumentando. Porque, ainda por cima, as mulheres são mais sensíveis ao tabaco e têm cancro mais cedo", explicou.
(...)

Sem comentários: