[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Bactéria que destrói oliveiras vai afetar Portugal

O presidente da direção da Olivum - Associação de Olivicultores do Sul disse hoje à Lusa que não tem dúvidas de que a bactéria “xylella fastidiosa”, que destrói várias plantas e árvores, como oliveiras, vai afetar o olival português.
“Não tenho dúvida de que (…), tendo-se alastrado, nos últimos quatro anos, a países da Europa, chegará, mais tarde ou mais cedo a Portugal, portanto, temos que estar preventivos, para pode travar o avanço dessa bactéria”, afirmou João Cortez de Lobão, na véspera das IV Jornadas Olivum, nas quais a associação vai debater, em Beja, as principais medidas para travar a bactéria, bem como o planeamento do olival.

João Cortez de Lobão disse também que é necessário que sejam implementadas medidas que obriguem os olivicultores a informar, assim que desconfiarem que uma árvore está infetada, de modo a que as autoridades possam controlar a zona e travar o contágio.

“A verdade é que, quando ela afeta, a árvore morre, não há solução”, vincou.

Questionado sobre a possibilidade da chegada da bactéria poder afetar economicamente os agricultores portugueses, num ano marcado pela seca severa em algumas zonas do território, o presidente da associação de olivicultores afirmou que os terrenos atingidos com a falta de água são mais permeáveis a quaisquer doenças e acrescentou que os agricultores ficarão numa situação ainda mais fragilizada.
(...)

Sem comentários: