[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Comércio é o maior empregador em Portugal

Economia

ECO
24-10-2017

Quase metade do emprego em Portugal concentra-se nos setores do comércio e da Administração Pública. Em toda a UE, a indústria foi a área que mais importância perdeu enquanto empregadora em 20 anos. 

O cenário da distribuição do mercado de trabalho português passou por algumas alterações nos últimos 21 anos. De 1996 a 2016, a indústria (exceto a construção) deixou de ser o setor que mais contribui para a criação de emprego no país. O setor perdeu importância para o do comércio, transportes, alojamento e atividades de serviços alimentares, que é responsável por mais de 25% do emprego em Portugal, segundo dados provisórios avançados esta terça-feira pelo Eurostat.

O setor do comércio, transportes, alojamento e serviços alimentares foi o que registou um maior aumento no contributo para o emprego em Portugal, com uma subida de 5,3 pontos percentuais entre 1996 e 2016, seguindo-se a Administração Pública, com um crescimento de 3,4 pontos percentuais para os 20,9%. A indústria, sem contar com a construção, era o setor com maior impacto na criação de emprego há 21 anos, com um contributo de 23,5%. Em 2016, a mesma área era responsável por 16,9% dos empregos em Portugal, numa queda de 6,6 pontos percentuais face a 1996.

Peso dos dez principais setores no emprego em Portugal

(...)

Sem comentários: