[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Há escolas a vender alimentos proibidos pelo Estado




São cachorros, barras de chocolate e refrigerantes... Alimentos pouco saudáveis continuam à venda depois de as normas de orientação do Governo - não facultativas - os terem proibido em 2012. 
 

Cinco anos após a publicação das orientações para os bufetes escolares pela Direção-Geral da Educação (DGE), há escolas que continuam a vender alimentos prejudiciais à saúde, tanto em como em máquinas de dispensa automática.

A notícia é avançada hoje pelo Diário de Notícias.

Existe uma lista de alimentos a disponibilizar, a limitar e a proibir, mas não é cumprida em todos os estabelecimentos de ensino. "De vez em quando, recebemos algumas queixas dos pais relacionadas com o que se vende nos bares e nas máquinas e com o que serve nas cantinas",  comenta Pedro Graça, Diretor do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável da Direção-Geral da Saúde, ao referido jornal.

"São situações pontuais, mas isso não significa que o problema seja grande ou pequeno, porque nem todos os pais têm conhecimento do que se passa nas escolas", acrescenta o responsável ao referido jornal.

(...)

Sem comentários: