[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Número de portugueses a comprar online está a crescer mas empresas continuam atrasadas na digitalização


Os portugueses já gastam 4,6 mil milhões de euros em compras online e 36% da população portuguesa já usa o ecommerce, mas cerca de metade dos consumidores optam por comprar fora do país, revela um estudo realizado pela ACEPI com a IDC.
tek sites compras inter
O estudo foi apresentado durante a sessão de abertura do Portugal Digital Summit, a conferência da ACEPI, e mostra que existe uma evolução significativa desde 2009, mas que há ainda um caminho longo a percorrer, sobretudo na preparação das empresas.

Alexandre Nilo Fonseca, presidente da ACEPI, destacou o facto de atualmente 73% da população portuguesa está online, mas que em 2025 serão 91% os portugueses a usar a internet. Já no momento de comprar existe uma diferença, e atualmente apenas 36% dos consumidores usam a internet para fazer compras, sendo que cerca de metade compra sobretudo em sites internacionais, com o Reino Unido e a China na linha da frente.

As estimativas apontadas pelo estudo indicam que o número de consumidores vai quase duplicar até 2025, quando 59% da população vai fazer compras online. E a tendência também está a mudar no tipo de artigos a serem comprados, dominando atualmente a moda e vestuário mas esperando-se um grande crescimento da alimentação e supermercados nos próximos anos, seguindo a tendência de outros países europeus.

Embora os números sejam ainda baixos comparativamente com outros mercados, especialmente na Europa, a maior preocupação da ACEPI centra-se nas empresas. “60% das empresas não têm qualquer presença online. Quer dizer que não existem. Há um esforço importante que deve ser feito”, sublinha Alexandre Fonseca, lembrando que estas empresas que estão mas atrasadas não são as grandes nem as médias, mas sim as pequenas empresas.

(...)

Sem comentários: