[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Quase 100% dos consumidores portugueses comparam preços antes de comprar

Os consumidores portugueses são os mais prudentes da Europa. Para acautelarem a gestão do seu orçamento, antes de tomarem qualquer decisão, 97% hesitam e comparam preços.


Os dados do Observador Cetelem Consumo 2017 são reveladores de um consumidor nacional que dificilmente compra por impulso um produto cujo valor seja superior a 500 euros. Perante o inquérito apresentado em 15 países europeus, os portugueses mostram-se os mais hesitantes e prudentes.

Desde logo, 97% dos inquiridos comparam os preços, mais 7 pontos percentuais que a média do estudo. Os consumidores nacionais são também aqueles que mais refletem antes de comprar, 91% do total, 6% acima da média. Consequência natural deste perfil mais cauteloso, 89% dos consumidores do nosso país hesita antes de comprar, mais 10% que na média dos países inquiridos.

Embora abaixo da média global, também uma elevada percentagem de portugueses garante pedir mais cotações antes de adquirir o produto, 72%. Por outro lado, a grande maioria dos portugueses garante não recorrer a quaisquer facilidades pagamento ou crédito, mais concretamente 63% dos inquiridos (média global de 62%). Já 34% revêm a sua compra, 3 pontos percentuais acima dos valores médios obtidos no estudo Observador Cetelem Consumo 2017.

Na análise aos resultados globais, os dinamarqueses são, de longe, aqueles que menos hesitam e os que menos questionam as suas aquisições. Isto porque são os que menos comparam os preços (73%), os que menos cotações pedem (70%) e os que menos hesitam ou refletem antes de comprar os bens ou serviços.
(...)

Sem comentários: