[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Banco condenado a indemnização de cinco mil euros por falsa dívida

A indemnização não foi maior já que o lesado tinha efetivamente um outro crédito em incumprimento, o que descredibilizou o argumento de que foi prejudicado pela imagem de um "devedor impoluto".


Um banco, cujo nome não é conhecido, foi condenado a pagar cinco mil euros depois de ter colocado um cliente na “lista negra” do Banco de Portugal. O dito cliente não estaria a pagar as prestações do empréstimo de quase um milhão de euros. No entanto, a dívida nunca existiu e o banco foi agora condenado pelo Tribunal da Relação de Lisboa, segundo noticia o Jornal de Notícias.

O caso foi descoberto há três anos quando o lesado tentou ser fiador num pedido de empréstimo de 10 mil euros para a mulher e a filha. O crédito foi, no entanto, negado porque estava na lista negra do Banco de Portugal devido a uma dívida de 929 mil euros, que nunca existiu. O queixoso processou o banco e pedia 15 mil euros por danos patrimoniais e outros tantos por danos morais, de acordo com o JN.
(...)

Sem comentários: