[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Delegação FEMM em Portugal para aferir situação socioeconómica das mulheres




Aferir a situação socioeconómica das mulheres portuguesas e o impacto da crise no mercado de trabalho em setores maioritariamente femininos foram os objetivos da delegação FEMM a Portugal.


Delegação FEMM esteve no Funchal e Lisboa 
FEMM esteve no Funchal e Lisboa
A missão realizou-se nos dias 30 e 31 de outubro de 2017 à ilha da Madeira e a Lisboa, onde os eurodeputados se encontraram com representantes de sindicatos, associações de mulheres, organismos governamentais e decisores políticos.

As medidas tomadas no combate à prostituição também constaram da agenda dos eurodeputados.
O primeiro dia foi passado na região ultraperiférica da Madeira, onde se inteiraram sobre a situação da violência contra as mulheres, a prostituição, a igualdade de género, a monoparentalidade e a emancipação feminina no arquipélago.

Os trabalhos tiveram início na UMAR, no Funchal, onde a associação de apoio às mulheres voltou a chamar a atenção para um estudo que indica que a Madeira tem o maior índice de violência doméstica.

Guida Vieira, coordenadora do núcleo regional da União das Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), declarou que 2017 “foi um ano negro para as mulheres” na região, mencionando que os dados oficiais indicam terem ocorrido cinco homicídios, mas que que os números podem ser “maiores do que os que vieram a público”.
 (...)

Sem comentários: