[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Duas em cada três famílias apoiadas têm rendimentos inferiores a 500 euros


Duas em cada três famílias apoiadas por instituições de solidariedade social têm rendimentos mensais líquidos inferiores a 500 euros e o desemprego está presente em 47% dos agregados, revela um estudo da Universidade Católica Portuguesa (UCP) hoje divulgado. 
 
créditos: PAULO CUNHA/LUSA
 
Em 2016, o rendimento ‘per capita’ médio das famílias era de 187 euros. Nas que têm crianças esse valor é de apenas 146 euros e nas que não têm é de 225 euros, refere o estudo "Utentes de instituições de solidariedade social - Uma abordagem à Pobreza nesta população", realizado pelo Centro de Estudos e Sondagens de Opinião (CESOP) da UCP em parceria com o Banco Alimentar e a Entrajuda.

Este estudo, que apresenta os resultados de 1.466 inquéritos a famílias recolhidos em finais de 2016, constitui a quarta edição de um projeto iniciado em 2010, que tem sido repetido de dois em dois anos a uma amostra de instituições pré-definida pelo CESOP, permitindo acompanhar a evolução de famílias que assistem.

No ano passado, 67% das famílias dispunham de rendimentos mensais líquidos abaixo dos 500 euros, um facto que tem sido constante nas várias edições do estudo.

Segundo o estudo, o escalão mais alto de rendimento (501 euros ou mais) alcança o maior valor percentual de sempre, abrangendo 33% das famílias. Contudo, apenas 12% apresentam rendimentos superiores a 750 euros.
(...)

Sem comentários: