[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

terça-feira, 21 de novembro de 2017

65% dos consumidores portugueses consideram a embalagem no momento de escolher um produto


Iniciativas
Imagem Desdobramento

A Tetra Pak divulgou recentemente o relatório de tendências baseado num estudo feito com mil consumidores portugueses. O relatório mostra os padrões de consumo dos portugueses em algumas áreas, as suas preferências nos setores de alimentação e bebidas e conta também com a opinião de vários stakeholders sobre o presente e futuro das embalagens.
Entre as conclusões deste relatório, destacam-se que 58% dos portugueses consideram-se consumidores conscientes e 91% afirma ter em conta a saúde no momento de escolher um produto. A segurança alimentar é o aspeto mais relevante para 92% dos portugueses na hora de escolher embalagens para os alimentos. 77% dos inquiridos considera importante que os alimentos não tenham aditivos nem conservantes.

Relativamente às embalagens, 65% afirmam considerar a embalagem no momento de escolher um produto e 69% dos consumidores portugueses sabe que uma boa embalagem ajuda a preservar os nutrientes, vitaminas e minerais dos alimentos. 55% dos portugueses considera ser importante a certificação ambiental e para 74% o facto de uma embalagem não ser “amiga do ambiente” é um motivo para não comprar ou comprar menos determinado produto. Já 76% dos consumidores portugueses afirma ser importante que as embalagens sejam fabricadas com materiais renováveis. Destaque ainda para o facto de 62% dos inquiridos acreditar que o leite e o sumo em embalagens distribuídas à temperatura ambiente contêm conservantes, o que não corresponde à verdade.

Foi também lançada a campanha “Boa embalagem, boa vida”, que se centra na importância de fazer uma escolha consciente em relação às embalagens, tendo em consideração os aspetos que são importantes para a saúde, meio ambiente e estilo de vida de cada consumidor. Esta campanha é especialmente dirigida às gerações Z e aos “millenials”, os consumidores do futuro, e que são mais exigentes, inquietos e procuram marcas e produtos sustentáveis.
(...)

Sem comentários: