[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Parlamento Europeu assinala Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres


O edifício do Parlamento Europeu vai iluminar-se de cor de laranja no Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres.
Edificio do PE iluminado de cor de laranja em 2016. 
Parlamento Europeu iluminado de laranja
Uma em cada três mulheres foi vítima de violência sexual ou física na Europa, 75% das trabalhadoras já passaram por uma situação de assédio sexual no trabalho e uma em cada dez mulheres já sofreram assédio sexual ou perseguições através das novas tecnologias, de acordo com um estudo de opinião levado a cabo pela agência da UE para os direitos fundamentais. Só em 2015, a polícia registou 215 000 crimes sexuais violentos na UE.

O edifício do Parlamento Europeu em Bruxelas vai iluminar-se com a cor laranja na noite de 25 de novembro para assinalar o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres e a iniciativa da ONU “Pinta o Mundo de Laranja”, uma cor que pretende simbolizar um futuro melhor e livre de violência para as mulheres e as raparigas.

A Convenção de Istambul

Por ocasião do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, os eurodeputados da comissão, dos direitos da mulher e igualdade dos géneros organizaram um debate com deputados dos Estados-Membros para debater a ratificação e a monitorização da Convenção de Istambul.

A Convenção de Istambul do Conselho da Europa é um tratado internacional e o primeiro instrumento vinculativo que criminaliza a violência de género, prevê sanções e medidas para combater a impunidade, prevenir o crime e proteger as vítimas. Apesar de ter entrado em vigor em agosto de 2014 e de todos os Estados-Membros da UE o terem assinado, apenas 17 países da UE, onde se inclui Portugal, o ratificaram até ao momento.

(...)

1 comentário:

jeje disse...

Une chose air jordan 11 femme prix que vous pourriez ne pas envisager de chercher, un peu air jordan 1 retro high og chicago de taille de gaz sera plutôt gênant basket nike air max thea femme plutôt rapide. «Il y avait 3 caissiers dans asics femme pas cher chaque file d'attente et une personne supplémentaire air jordan pour bébé pas cher aidait à l'emballage!» Se plaignaient certaines Air Jordan 30 Baskets personnes. Et je suis fier de dire que baskete nike tn chacune des chaussures et des vêtements Nike sont adidas zx flux femme rose fluo impressionnants.