[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Pescadores do cerco pedem captura de sardinha até 20 mil toneladas em 2018




Os produtores de pesca do cerco defendem que "qualquer quantidade entre 17.000 e 20.000 toneladas" de sardinha capturada por Portugal e Espanha em 2018 "não entrará em conflito" com as recomendações científicas de proteção do 'stock'.
Na carta enviada ao diretor-geral dos Assuntos Marítimos e das Pescas da União Europeia, a ANOPCERCO - Associação Nacional das Organizações de Produtores da Pesca de Cerco quer que os governos de Portugal e Espanha se unam para explorar os cenários menos radicais apontados pelo ICES.

No documento, é pedido ao Governo português que "prossiga os seus esforços em sintonia com o governo de Espanha" para "ajustar de forma razoável o limite anual de captura de sardinha para 2018" a discutir com Bruxelas.

No final de outubro, o Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES) divulgou um parecer em que recomenda que a pesca da sardinha deve ser proibida em 2018 em Portugal e Espanha face à redução acentuada do 'stock' na última década, que passou das 106 mil toneladas em 2006 para 22 mil em 2016. No entanto, o ICES apontou vários cenários de capturas, estabelecendo como limite as 24.650 toneladas.

Para a ANOPCERCO, "qualquer quantidade entre 17.000 e 20.000 toneladas não entrará em conflito com o aconselhado pelo ICES, desde que esteja acompanhado por rigorosas medidas devidamente enquadradas por um plano de gestão do 'stock' de sardinha de médio prazo (até cinco anos) e permitirá a estabilização e a sustentabilidade do 'stock' de sardinha nas águas ibéricas".
(...)

Sem comentários: