[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Governo quer botijas de gás à venda em todos os postos de combustível


Energia

Autor:
Rita Cipriano

14-12-2017
 


Um projeto de decreto-lei, em consulta pública, prevê o alargamento da venda de botijas de gás a todos os postos de combustíveis. Governo que combater, assim, o elevado preço do gás engarrafado.

Existem atualmente em Portugal cerca de 50 postos de venda de botijas de gás
António Cotrim/LUSA

O Governo quer que todos os postos de combustíveis passem a vendar botijas de gás e que as empresas comecem a aceitar as garrafas vazias dos seus concorrentes sem custos acrescidos para os consumidores. O objetivo destas medidas, que fazem parte de um projeto de decreto-lei atualmente em consulta pública, é combater “o elevado preço do gás engarrafado, vulgo de botija, que se verifica em Portugal”, explica o documento, consultado pelo Público.

De acordo com o jornal, existem atualmente em Portugal cerca de 50 postos de venda de botijas de gás, número que o executivo socialista espera que venha a aumentar com a aprovação do decreto, que deverá seguir, muito em breve, para Conselho de Ministros. Com algumas exceções: o projeto de decreto-lei admite que os postos nas auto-estradas, em aglomerados urbanos com gás canalizado ou aqueles que não tenham a dimensão necessária para cumprir os requisitos técnicos e de segurança, possam esquivar-se à venda de gás engarrafado. Os restantes terão de criar “uma área destinada ao armazenamento”, de modo a “constituir reservas para fins comerciais”. Estas alterações terão de ser feitas num prazo de seis meses após a entrada em vigor da nova lei.

(...)

Sem comentários: