[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

O Brexit e os portugueses no Reino Unido

Negociações

2. Como está a adaptar-se a comunidade portuguesa à futura realidade? Multiplicando os registos na Segurança Social, regressando a Portugal, vivendo na expectativa ou na tranquilidade?

3. Acredita que a solução acordada com a UE no que respeita aos direitos dos cidadãos é a melhor?

Pedro Nogueira, técnico de equipamento
 


1. Sou responsável técnico de equipamentos médicos a nível do Reino Unido e dou apoio na República da Irlanda e a minha situação é estável e coar na União Europeia, o que ainda não está fora de hipótese, mas cada vez mais complicado.

Infelizmente, há mais gente a desinformar do que a informar sobre o Brexit e, como nada está definido, tudo o que se possa dizer neste momento é mentira ou especulação. A única coisa que afeta neste momento quem vive no Reino Unido é que perdemos poder económico porque o valor da libra baixou.

2. Vivendo na tranquilidade, na realidade, nada mudou, nem vai mudar tão cedo. As pessoas que acreditam em tudo o que se vê / lê / ouve estão na expectativa baseadas nas mentiras que lhes chegam fundamentalmente por mau jornalismo internacional. Os mais bem informadas sabem que nada está definido e que tudo é uma possibilidade. Tenho pena dos portugueses que vi nas páginas do Facebook que, precipitadamente, desistem de uma vida com alguma qualidade para a incerteza de voltar a Portugal, onde uma pessoa com mais de 35 é considerada velha e pouco capaz de fazer muitos trabalhos.

3. O que está definido neste momento não é definitivo. As negociações indicam que, nos anos após o Brexit, os cidadãos europeus vão continuar a ser regidos e julgados segundo as regras europeias e pelo Tribunal Europeu. Por isso, nada há a temer. O melhor seria ficar na União Europeia, o que ainda não está fora de hipótese, mas cada vez mais complicado.

Isabel Mourato, organizadora de eventos
(...)

Sem comentários: