[ Director: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano X

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Youtube quer mais proteção para as crianças e "contrata" 10 mil moderadores



Depois de censurar vídeos violentos com desenhos animados e de apagar mais de 150 mil vídeos de crianças com comentários pedófilos, a plataforma vai ter, no próximo ano, mais 10 mil moderadores para analisar conteúdos impróprios.
No anúncio, feito por Susan Wojcicki, CEO da empresa, foi revelado que a plataforma de vídeo vai contratar mais 10 mil pessoas para identificar e moderar conteúdos menos próprios, o que representa um aumento de 25% do número de moderadores.

A empresa também vai apertar os critérios em relação a quais canais podem ter publicidade, para que os “anunciantes tenham a tranquilidade de que os seus anúncios estão ao lado de conteúdo que reflete os valores da sua marca”, pode ler-se no blog do Youtube.

Do plano de ação para responder aos conteúdos problemáticos fazem parte um maior reforço humano, melhor tecnologia e mais transparência e, de acordo com Susan Wojcicki, "à medida que as ameaças à nossa plataforma irão evoluir e mudar, também as nossas respostas e métodos de actuação têm e vão evoluir para responder a estas ameaças.”.

A utilização do Machine Learning para assinalar conteúdos extremistas e violentos, instituída pela plataforma em junho, ajuda os revisores humanos a removerem quase cinco vezes mais videos que anteriormente, sendo a tecnologia usada também em outras áreas de conteúdos desafiantes, incluindo segurança de criança e discursos de ódio.
(...)

Sem comentários: