[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Pediátrico de Coimbra está sem camas para a gripe, alertam médicos

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) classificou hoje como "uma irresponsabilidade" a falta de camas no Hospital Pediátrico de Coimbra para fazer face à gripe sazonal.
Lusa
A SCROM lembra que, "devido à falta de recursos humanos e de material", o Pediátrico não está preparado para fazer face ao Plano de Contingência de Saúde Sazonal - Módulo Inverno da Direção-Geral da Saúde (DGS).

"Para que servem os planos de contingência se não são criadas as condições para serem aplicadas?", questiona a SRCOM, em comunicado enviado à agência Lusa, acrescentando que "a transparência resulta não só pela publicação dos planos de contingência, mas também pela divulgação da sua verdadeira implementação, que deveria ser obrigatória".

No caso do Hospital Pediátrico de Coimbra, trata-se de "mentir à população, dando a noção de falsa segurança", situação agravada pelo facto "de as crianças e jovens pertencerem a um dos grupos mais vulneráveis", diz a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos.

No caso do Pediátrico terão sido solicitadas, em outubro de 2017, pelo menos quatro camas para o plano de contingência. "Porém, face à falta de profissionais, falta equipamento adicional de monitorização cardiorrespiratória, falta de material para oxigenoterapia, o Serviço não teve condições para aplicar o plano de contingência", garante a SRCOM.

(...)

Sem comentários: