[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Menos comboios, mais atrasos e avarias no topo das queixas dos utentes

Adicionar legenda
A diminuição do número de carruagens e de comboios, os atrasos, as composições velhas, as avarias frequentes, as estações encerradas, e a falta de segurança e de investimento na ferrovia são as principais queixas dos utentes em diversas linhas ferroviárias.

Na Linha do Oeste, entre Sintra e a Figueira da Foz, autarcas e comissão de utentes têm alertado para as supressões frequentes de comboios e a sua substituição por autocarros, avarias nas composições, degradação do material circulante, redução de horários, falta de informação aos passageiros, estações encerradas e falta de pessoal.
Os utentes exigem, a curto prazo, maior oferta de horários e a utilização pela CP – Comboios de Portugal - das composições 1400 para substituir composições avariadas, e, a longo prazo, a modernização da linha, prometida há décadas pelos sucessivos governos. Ler + (...)

Sem comentários: