[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Fim da utilidade pública. Os prédios que poderão passar a habitação e comércio


Oito edifícios históricos poderão perder o fim de utilidade pública e passar a habitações ou comércio. O i mostra quais são e onde ficam estes imóveis da capital que prometem dar muito que falar
Bombeiros Voluntários Lisbonenses

Localizado na Rua Camilo Castelo Branco 33-36, este edifício é a sede da associação há quase cem anos. Os bombeiros pretendem a desafetação dos fins de utilidade pública do imóvel - que, como aponta a Direção Municipal de Urbanismo, deverá vir a ser ocupado por habitação - para que possam financiar a construção de uma nova sede, no Bairro do Rêgo. 
Autoridade Nacional de Proteção Civil 

Este imóvel, situado na Rua Câmara Pestana 41-45, pertenceu à Autoridade Nacional de Proteção Civil, mas ficou vazio com a mudança da entidade para Carnaxide. Poderá vir a ser usado para habitação e hotelaria. Ler + (...)


Autoridade Nacional de Proteção Civil 
Este imóvel, situado na Rua Câmara Pestana 41-45, pertenceu à Autoridade Nacional de Proteção Civil, mas ficou vazio com a mudança da entidade para Carnaxide. Poderá vir a ser usado para habitação e hotelaria.

Cinema Olympia 
Localiza-se na Rua dos Condes, números 9 a 13 e 15 a 27. É um cinema histórico, junto ao teatro Politeama, que Filipe La Féria comprou em 2008 mas nunca chegou a fazer obras. Poderá vir a dar lugar a um hotel ou serviços.

CTT - Correios de Portugal 
Este imóvel, na Rua de São José 10 e 12-20, pertence a privados e é composto por vários edifícios. Foi sede dos CTT até 2014, ano em que foi vendido. Agora poderá vir a ser transformado em habitação ou hotelaria.

Instituto de Conservação da Natureza e Florestas
Pertence a privados. Foi a sede do ICNF e, depois da saída da entidade, foi arrendado aos CTT. Os CTT passaram, mais tarde, para outro edifício na zona e este imóvel, situado na Rua de Santa Marta 55, ficou vazio. De momento, está em obras e a Direção Municipal de Urbanismo atribui-lhe como destino hotelaria, comércio ou serviços.

Fundação Oriente 
Antiga sede da Fundação Oriente, localiza-se nos números 62-64 e 66-68 de uma das ruas mais caras de Lisboa, a do Salitre. O imóvel, propriedade de privados, integra um extenso jardim e dois palacetes e está vazio desde 2002, ano em que a sede da Fundação foi para Alcântara. Deverá ser usado para habitação e comércio.

EPAL 
Fica nos números 14 a 26 da Avenida da Liberdade e tem já uma história secular. Com a mudança da EPAL para os Olivais, o imóvel será provavelmente a ocupado por hotelaria e atividades do setor terciário.

Regimento de Sapadores Bombeiros 
Localiza-se nos números 20 a 27 da Praça da Alegria e é propriedade da Câmara. Aloja o Regimento de Sapadores Bombeiros, nas em breve ficará vazio, com a mudança do Regimento para o Martim Moniz. Deverá vir a dar lugar a habitação e hotelaria.

Sem comentários: