[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

terça-feira, 11 de setembro de 2018

Juros negativos custam três milhões ao fundo que protege os depósitos dos portugueses

O Fundo de Garantia de Depósitos tem menos dinheiro. Recursos encolheram com a fatura de mais de três milhões de euros com os juros negativos aplicados pelo Banco de Portugal.

O Fundo de Garantia de Depósitos (FGD) tem menos dinheiro para reembolsar depositantes na eventualidade de algum banco entrar em falência. O Relatório e Contas de 2017 revela que o fundo que protege o dinheiro aplicado pelos portugueses na banca registou prejuízos, muito por causa da quebra do valor das reservas que encolheram perante os encargos suportados com as taxas negativas aplicadas sobre o valor parqueado junto do Banco de Portugal (BdP).

“O resultado líquido do exercício foi de -2,97 milhões de euros, valor que compara com -1,44 milhões de euros em 2016 e com um resultado positivo de 1,62 milhões de euros em 2015″, refere o FGD. Uma parte dos prejuízos resulta da atividade do FGD, mas metade destes traduz a quebra do valor das reservas. O saldo caiu de 272 para 270,7 milhões de euros, uma diferença de 1,4 milhões de euros. Ler + (...)

Sem comentários: