[ Diretor: Mário Frota [ Coordenador Editorial: José Carlos Fernandes Pereira [ Fundado em 30-11-1999 [ Edição III [ Ano XII

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Na guerra pelo crédito à habitação, há três bancos que pagam as despesas da transferênci

Comparticipar as despesas associadas à transferência do crédito da casa é uma estratégia que os bancos estão a recuperar com vista a "roubar" clientes à concorrência.

“Quem não tem cão, caça com gato”, diz a sabedoria popular. Mas há quem cace com cão e com gato. Esta parece ser a estratégia dos bancos para captar clientes para o crédito à habitação. Para além da guerra de spreads, há uma aposta crescente no “roubo” de clientes à concorrência. A comparticipação das despesas associadas à mudança dos créditos entre bancos renasce assim como prática comum. Para os clientes interessados em transferir o crédito, pode significar poupanças a partir de centenas de euros.
Neste momento, há várias campanhas em vigor em que as instituições financeiras ou isentam determinados custos de processo ou se comprometem a assegurar as despesas que os clientes enfrentam quando decidem transferir os empréstimos da casa de um banco para outro, em busca de spreads mais vantajosos. O ECO identificou pelo menos três bancos que o fazem: BCP, Bankinter e Banco CTT. Ler + (...)

Sem comentários: